1 comentário

A promessa mais difícil de se cumprir no casamento

Só-tem-valor-aquilo-que-você-valoriza-600x300

Casamento não é um bilhete premiado, e felicidade não é um presente que vem embalado com o casamento.

O casamento é uma conquista diária, que requer de ambas as partes o comprometimento e o cuidado com a família; já a felicidade tem a ver com a escolha de ser grato pela vida e da capacidade de se amar primeiro para depois desejar o amor de seu companheiro.

A promessa

O educador Jeffrey Holland disse: “A principal característica do amor é a lealdade.”

Prometemos ser fiéis em todas as circunstâncias e as promessas do casamento, quando mantidas se perpetuam para a eternidade. Ser leal é ser digno da confiança do cônjuge todos os dias; e se houver esta lealdade, os casais encontrarão força suficiente para suportar qualquer coisa, porque possuem a convicção plena de que não estão sozinhos, que o seu companheiro os ama com amor verdadeiro.

Uma história de amor e lealdade

Um marido de 35 anos ao contar sobre sua doce e amada esposa, demonstra este tipo de amor verdadeiro. Ele relatou:

“Estamos casados há quase 9 anos, nos primeiros 3 anos, nossa vida era perfeita, não brigávamos, não passávamos dificuldades e muitas pessoas admiravam a boa comunicação que tínhamos um com o outro. Mas, nossa felicidade começou a se deslizar entre nossos dedos, e quase que perdemos tudo que havíamos construído juntos.

Foi no final de 2012. Minha esposa passou por muito estresse no trabalho. Ela não me dizia nada, trabalhava de domingo a domingo numa padaria, sempre tivera o dom de fazer bolos deliciosos. E foi num destes domingos que recebi a ligação de seu chefe para que eu fosse buscá-la. E, quando cheguei, ela não falava coisa com coisa e nem sequer me reconhecia. Infelizmente, fui obrigado a levá-la para o hospital, ela precisou ficar internada por quase 3 meses na psiquiatria, mas em nenhum momento eu a deixei. Eu a visitava todas as tardes e noites, não faltei um dia, mesmo ela não me reconhecendo, eu a conhecia e queria que ela soubesse que não estava sozinha.

Os meses pareciam não passar, eu assumi as responsabilidades de nosso lar, cuidei da limpeza da casa, cuidei de nosso filho e fiz meu papel de marido e provedor de nosso lar. E, após os 3 meses ela ganhou alta, não voltou com uma saúde perfeita, se tornou uma pessoa bipolar e não suporta mais perder entes queridos. Sempre que perdemos alguém, sou eu quem acaba por perder um pouco de minha amada esposa. Mas eu não desisto dela, corro, a interno e depois a busco novamente.

Hoje somos pais de duas crianças. A medicação dela trouxe algumas sequelas, ela perdeu a habilidade que tinha com as mãos e treme constantemente. Às vezes percebo a tristeza nos olhos dela quando sem forças tenta segurar nossa bebê de 8 meses, então, eu me aproximo e a ajudo. Ela sempre me diz: ‘Mor, não solte minhas mãos, por favor.’

As palavras dela me fazem saber o quanto eu sou abençoado pelo Pai Celestial, porque assim como seguro as mãos dela, tenho um Deus que também segura minhas mãos e não me solta. A maior parte de meus amigos me disseram que não teriam essa lealdade que eu tenho, segundo eles, acabariam por devolvê-la para a mãe dela e arrumariam outra mulher. Mas como poderia eu fazer tamanha crueldade? Nunca! Eu fiz uma promessa para Deus de que amaria minha esposa ‘na saúde e na doença’. Ela é meu exemplo de tolerância e coragem, eu nunca a vejo desistir, ela sempre me amou e eu preciso fazer o mesmo por ela.

Quão grato sou pela família que tenho e hoje amo minha família mais do que amava antes, não que ‘a vida vai bem’, porque eu sei que não vai, mas porque eu sei o tipo de homem que me tornei para minha amada, o tipo de pai que me tornei para meus filhos e o tipo de filho que me tornei para Deus. Sou amado por minha família e sou amado pelo meu Deus e um dia nossas tristezas terminarão, talvez não seja nesta vida, mas é nesta vida que estamos nos tornando uma família preciosa e eterna para Deus.”

A promessa do casamento só é verdadeira quando ambos se comprometem a vivê-la juntos. O casal precisa ser um triângulo, onde Deus está no pico e marido e mulher ocupam as laterais e, só assim, as famílias se tornarão eternas.

Anúncios

Um comentário em “A promessa mais difícil de se cumprir no casamento

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: