Deixe um comentário

Fim dos Tempos – Parte Final



A eternidade!

Mas, como está escrito: As coisas que o olho não viu, e o ouvido não ouviu, E não subiram ao coração do homem, São as que Deus preparou para os que o amam. 1 Coríntios 2:9

Como descrever a eternidade? Como poderíamos tentar imaginar momento de felicidade e contentamento sem fim na presença de Deus? O céu será maravilho, mas como o descrever? A melhor maneira é, sem duvida, olhar para os textos bíblicos que o descrevem.


O apóstolo João nos dá importantes detalhes sobre o céu e a eternidade na primeira parte de apocalipse 21.

E vi um novo céu, e uma nova terra. Porque já o primeiro céu e a primeira terra passaram, e o mar já não existe.
E eu, João, vi a santa cidade, a nova Jerusalém, que de Deus descia do céu, adereçada como uma esposa ataviada para o seu marido.
E ouvi uma grande voz do céu, que dizia: Eis aqui o tabernáculo de Deus com os homens, pois com eles habitará, e eles serão o seu povo, e o mesmo Deus estará com eles, e será o seu Deus.
E Deus limpará de seus olhos toda a lágrima; e não haverá mais morte, nem pranto, nem clamor, nem dor; porque já as primeiras coisas são passadas. Apocalipse 21:1-4


Na eternidade, não haverá mais templos ou um tabernáculo físico que serviria para a habitação de Deus entre os homens, mas a face de Deus estará por todo lugar, seja no céu novo, seja na terra nova. Será mais uma demonstração da onipresença do Pai. É  exatamente o sentido de Apocalipse 21:3: “Eis aqui o tabernáculo de Deus com os homens….”. Cada detalhe, cada milímetro de cada lugar será preenchido na totalidade da glória e da presença de Deus.


Ainda analisando Apocalipse 21:1-4, também não haverá mais morte, luto, dor nem clamor.


Mas a discrição do que não haverá na eternidade não para por aí se continuarmos observando os capítulos de Apocalipse encontraremos mais alguns detalhes.

Não haverá mais o mar.


E vi um novo céu, e uma nova terra. Porque já o primeiro céu e a primeira terra passaram, e o mar já não existe. Apocalipse 21:1

Não haverá mais pecadores.


Mas, quanto aos tímidos, e aos incrédulos, e aos abomináveis, e aos homicidas, e aos fornicadores, e aos feiticeiros, e aos idólatras e a todos os mentirosos, a sua parte será no lago que arde com fogo e enxofre; o que é a segunda morte. Apocalipse 21:8

Não haverá nem sol nem lua.


Do lado do levante tinha três portas, do lado do norte, três portas, do lado do sul, três portas, do lado do poente, três portas. Apocalipse 21:13

A eternidade será imune à contaminação e abominações.


E não entrará nela coisa alguma que contamine, e cometa abominação e mentira; mas só os que estão inscritos no livro da vida do Cordeiro. Apocalipse 21:27

Não haverá mais nenhuma maldição.


E ali nunca mais haverá maldição contra alguém; e nela estará o trono de Deus e do Cordeiro, e os seus servos o servirão. Apocalipse 22:3

A eternidade oferecerá, finalmente, a reconciliação completa entre o homem e Deus. Em contrapartida, segue uma lista breve na eternidade:

Haverá comunhão permanente com Deus.


E ouvi uma grande voz do céu, que dizia: Eis aqui o tabernáculo de Deus com os homens, pois com eles habitará, e eles serão o seu povo, e o mesmo Deus estará com eles, e será o seu Deus. Apocalipse 21:3

Ocorrerá o comprimento completo de 2 Coríntios 5:17.


Assim que, se alguém está em Cristo, nova criatura é; as coisas velhas já passaram; eis que tudo se fez novo. 2 Coríntios 5:17


E o que estava assentado sobre o trono disse: Eis que faço novas todas as coisas. E disse-me: Escreve; porque estas palavras são verdadeiras e fiéis. Apocalipse 21:5


A fonte da água da vida estará presente permanentemente.


E disse-me mais: Está cumprido. Eu sou o Alfa e o Omega, o princípio e o fim. A quem quer que tiver sede, de graça lhe darei da fonte da água da vida. Apocalipse 21:6

Riqueza nunca vista antes.


E a construção do seu muro era de jaspe, e a cidade de ouro puro, semelhante a vidro puro.
E os fundamentos do muro da cidade estavam adornados de toda a pedra preciosa. O primeiro fundamento era jaspe; o segundo, safira; o terceiro, calcedônia; o quarto, esmeralda;
O quinto, sardônica; o sexto, sárdio; o sétimo, crisólito; o oitavo, berilo; o nono, topázio; o décimo, crisópraso; o undécimo, jacinto; o duodécimo, ametista.
E as doze portas eram doze pérolas; cada uma das portas era uma pérola; e a praça da cidade de ouro puro, como vidro transparente. Apocalipse 21:18-21

Luz constante vinda do próprio Deus Pai.


E ali não haverá mais noite, e não necessitarão de lâmpada nem de luz do sol, porque o Senhor Deus os ilumina; e reinarão para todo o sempre. Apocalipse 22:5

A árvore da vida finalmente dará frutos constantemente.


No meio da sua praça, e de um e de outro lado do rio, estava a árvore da vida, que produz doze frutos, dando seu fruto de mês em mês; e as folhas da árvore são para a saúde das nações. Apocalipse 22:2

Caberia enumerar, aqui, outros detalhes da descrição da eternidade. Mas, agora, é com você. Sugiro que leia Apocalipse 21 e 22 para que descubra outros detalhes e comece a refletir quanto Deus é maravilhoso e quão grande é seu amor, a ponto de preparar algo tão lindo e maravilhoso para aqueles que O Amam.

E que possamos todos dizer…

Maranata! Ora vem Senhor Jesus!

Fonte: Livro Fim dos Tempos – Pr. Uziel de Jesus
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: